Câmbio 21 Ago 2017
Dólar (USD) R$ 3,31 | Euro (EUR) R$ 3,90
Madagascar

Destino Madagascar

Uma biodiversidade distinta, cidades de magnificência colonial, belas praias de areia dourada e uma notável cultura reforçam as riquezas raras de Madagascar.

Conheça Madagascar

Com uma biodiversidade que rivaliza com as Ilhas Galápagos, cidades de magnificência colonial, belas praias de areia dourada e uma notável cultura influenciada pela Europa, África e Oriente, vale a pena explorar as riquezas raras de Madagascar. As atividades se dividem em se aventurar nos parques nacionais para experimentar profunda conectividade com a natureza, combinado com momentos de relaxamento em ilhas paradisíacas e passeios pelas cidades que são patrimônio. Tudo pontuado por contato com a peculiar vida selvagem local que se encontra apenas em Madagascar.

Esta nação localizada na costa leste da África, no Oceano Índico, é o lar de um dos ambientes naturais mais preciosos e únicos no mundo. A sua localização isolada significa que uma variedade distinta de espécies animais e vegetais têm sido capazes de se conservar sem influências genéticas externas. Possuindo atualmente vulcões extintos, cachoeiras escondidas, montanhas, planícies, praias e ilhas, Madagascar já foi completamente coberta por florestas, mas devido a altos níveis de desmatamento, a maior cobertura florestal foi perdida. Apesar desta perda, centenas de espécies de plantas e árvores continuam presentes por toda a ilha, de enormes árvores baobá, espinhosos cactos e samambaias, além dos curiosos lêmures.

Qual a melhor época para visitar Madagascar?

Madagascar está localizado em várias latitudes e seu clima varia. De um modo geral o norte é quente e tropical, o oeste é temperado, o leste é chuvoso e o sul seco. A maioria das chuvas acontece de janeiro a março e os ciclones podem ocorrer em fevereiro: estes são os únicos meses desaconselhaveis de fazer a viagens. Em abril, maio e junho há algumas chuvas pesadas, porém estas são intercaladas com sol. O país é verde e fresco após a chuva e lêmures e répteis ficam mais ativos e são facilmente vistos. Julho e agosto são mais frescos e secos, ideal para explorar. As baleias chegam na Ile Ste Marie em julho e permanecem até o final de agosto. Setembro, outubro e novembro são particularmente adoráveis quando o tempo está bom e quente, os jacarandás estão em flor e ve-se muitos lêmures jovens. Dezembro é quente, mas os lêmures, répteis e tenrecs continuam ativos.