Câmbio 19 Set 2018
Dólar (USD) R$ 4,31 | Euro (EUR) R$ 5,03
Banner pagina frica do sul

Turismo na África do Sul

Conhecido pelo turismo de aventura e ecológico, a África do Sul é uma ótima escolha para quem busca natureza, sem perder sofisticação e conforto.

Conheça a África do Sul

País de muitos contrastes, a África do Sul é um dos destinos mais exóticos para se viajar. Conhecido por seu turismo de aventura e ecológico, o país também vem se revelando como um ótimo lugar para quem busca natureza sem perder sofisticação e conforto. Com aproximadamente 47 milhões de habitantes, dividida em nove províncias, a África do Sul tem mais de 20 etnias espalhadas por seu território.

Dizer que a África do Sul é um paraíso é a pura verdade. O país possui uma costa bastante extensa, montanhas, vegetação única, florestas subtropicais e ilhas. 

Pontos turísticos

Cape Town 

Com suas maravilhosas praias, tranquilas vilas de pescadores e bairros históricos, a Cidade do Cabo (nome em português) é considerada uma das mais belas do país.

Localizada no extremo sul da África, na província de Western Cape, a cidade tem uma mistura singular de cultura, arquitetura moderna, refinada e dinâmica, além do povo bastante receptivo.

O que fazer em Cape Town

  • Praias badaladas como Camps Bay e Clifton oferecem uma estrutura de barzinhos  e restaurantes da moda, ideal para quem busca mais agito. Em False Bay as praias são convidativas ao mergulho devido à temperatura agradável do mar.
  • Visitar Table Mountain National Park. A montanha é uma das atividades mais interessantes para começar sua experiência em Cape Town, mas obviamente existem diversas outras belas paisagens para conhecer pelo parque.
  • Parques como Company’s Garden, Kirstenbosch Botanical Gardens e o Green Point Garden são perfeitos para um passeio ao ar livre.

Johanesburgo

Principal centro econômico de todo o continente africano, é a porta de entrada da África do Sul e a maior cidade desse país. Com tanta grandiosidade, Johanesburgo merece estar entre as preferidas de turistas do mundo todo.

O que fazer em Johanesburgo

  • O Museu do Apartheid é o destaque para quem deseja conhecer melhor a história do país. Dedicado à narrativa do regime de segregação racial, o museu mostra aos visitantes jornais da época, placa e até um carro militar.
  • Um city tour em Soweto é uma maneira de se aprofundar na história da África do Sul. Não deixei de visitar a Vilakazi Street, única rua do mundo onde viveram dois vencedores do Prêmio Nobel da Paz (Desmond Tutu e Nelson Mandela), que possui um museu na casa em que Nelson Mandela viveu durante 15 anos.
  • Feira gastronômica Market on main, que acontece dentro de um galpão e oferece de tudo, paellas, hambúrgueres, vinhos e outras delícias.

Port Elizabeth

Apelidada de “Cidade amigável” ou “Cidade dos ventos”, Port Elizabeth se estende por 16 quilômetros na baía de Algoa e é o lar de algumas das pessoas mais acolhedoras do país. A vida na cidade acontece em volta do oceano e do maior porto da África do Sul com várias praias e atrações históricas.

O que fazer em Port Elizabeth

  • Os interessados em cultura e história podem visitar o Museu Red Location, que retrata "os horrores do racismo institucionalizado e os esforços heroicos do movimento contra o apartheid".
  • Reserva Donkin é o local ideal para realizar trilhas e observar pássaros. Ainda é possível visitar um teatro de ópera, farol e um memorial.
  • Passeios de barco, mergulho e uma visita ao Seaview Predator Park.

Durban

Com clima ameno e ótimas praias, Durban é um bom lugar para relaxar, nadar e até surfar. A cidade oferece um mix de cultura Zulu, uma vasta população indiana e os africanos que tem como língua nativa o inglês.

O que fazer em Durban

  • Praias como North Beach, Cape Vidal e Bronze Beach.
  • Florida Road é uma das ruas mais badaladas da cidade, um local perfeito para compras, visitar galerias, curtir o final de tarde nos bares ou fazer uma bela refeição pelos restaurantes.
  • Aproveite para visitar os bairros indianos e explorar os mercados que oferecem temperos exóticos. Bem próximo, existe um resort bastante popular entre os locais e os visitantes pela areia da praia e a atrativa costa rochosa.

Safáris na África do Sul

Leões, rinocerontes, leopardos, búfalos e elefantes. Esses são os Big Five africanos, animais que podem ser encontrados na maioria dos parques nacionais ao longo de todo o país. Também é possível encontrar muitas espécies típicas das savanas africanas, como zebras, hienas, girafas, antílopes e outros.  

Em alguns parques, a incidência de determinada espécie é maior do que em outros, como é o caso do Addo Elephant National Park, no sul do país, casa de um significativo número de elefantes. Nas reservas localizadas na região dos parques, é possível se hospedar em acomodações luxuosas, com pensão completa inclusa nas diárias. Dentre os diversos Parques Nacionais, destacam-se o Tsitsikama National Park, o Knysna National Park, o Madikwe, o Wilderness National Park e o mundialmente famoso Parque Nacional Kruger.

Não há dúvida de que os safáris são uma experiência excepcional que permanecerá como uma memória maravilhosa de uma visita à África do Sul. Recomendamos sempre uma estadia mínima de três noites nos lodges, ou combinar lodges em diferentes áreas, pois cada um tem seus próprios rituais e oferece “um dia típico de safári” único.

Melhor época para ir à África do Sul

O clima é muito agradável no país, ainda mais por ser bastante parecido com o do Brasil. É possível programar a melhor época tendo em vista os passeios que pretende fazer. Independente de qual período escolher, tenha certeza que poderá aproveitar ao máximo o que o país tem a oferecer.

De julho a setembro, o ideal é a observação de vida selvagem. Nessa época a visibilidade é maior por conta da baixa vegetação, além de ser a temporada de nascimentos, consequentemente haverá muitos filhotes pela selva. Por conta das temperaturas agradáveis, as atividades de safári também podem ser realizadas no inverno, quando há a baixa temporada.

As épocas de mais pico são no começo de dezembro até metade de janeiro, incluindo também a páscoa. Durante esse período, é preferível reservar acomodação nos parques nacionais e na costa com meses de antecedência, pois por ser o período ideal das praias, as férias escolares agitam as cidades litorâneas.

Como ir para a África do Sul

Como o nome já implica, a África do Sul está localizada no sul da África em meio aos oceanos atlântico e Índico.

Os voos partindo de São Paulo levam cerca de 8h para chegar até as principais cidades do país, sendo operados em sua maioria pela South African Airways e, mais recentemente, a LATAM, fazendo a rota entre São Paulo e Johanesburgo. De lá, a companhia se conecta com diversos outros destinos turísticos da África do Sul, como Durban, Cidade do Cabo e Port Elizabeth.

Como circular pela África do Sul

Mesmo sendo um país grande, é possível se locomover facilmente para outros lugares por conta de seus excelentes serviços aéreos e ferroviários.

O que você precisa saber antes de ir para a África do Sul

Para entrar na África do Sul, brasileiros não necessitam de visto para ficarem até 90 dias no país. É importante que o passaporte tenha validade por até 6 meses depois da entrada do turista no território.

Ao viajar para a África do Sul é preciso que visitantes acima de 1 ano de idade estejam vacinados contra a febre amarela 10 dias antes de embarcar. Necessário apresentar o certificado na imigração quando desembarcar no país.

Atenção: se for visitar reservas e parques das províncias de Limpopo, Mpumalanga e KwaZulu-Natal é preciso tomar remédio contra a malária 24 horas antes de entrar na área afetada e depois uma vez por semana em torno de cinco semanas. Consulte um médico antes de embarcar para se certificar caso visite algum desses locais.