Câmbio 18 Ago 2017
Dólar (USD) R$ 3,35 | Euro (EUR) R$ 3,90
Tanzania

A Grande Migração

O Serengeti é famoso por sua migração anual, quando mais de 1.500.000 gnus e 500.000 gazelas-de-thomson seguem aproximadamente 200.000 zebras, em uma peregrinação de 2.000 quilômetros, em busca de pasto fresco e água. É "o maior show da vida selvagem na terra" e "uma experiência única na vida"!

Gnus alimentam-se apenas de novos brotos e gramas muito curtas, e, por isso, costumam comer a grama que uma vez foi 'aparada' por zebra ou búfalo. É por esta razão que eles seguem as zebras.

Elandes e gazelas-de-thomson também migram, mas, em vez de seguir a migração principal, eles apenas alternam entre as planícies e as florestas. Já as gazelas-de-grant não migram por não serem tão dependentes de água. Elas se movem apenas localmente e, em muitos casos, na direção oposta às espécies migratórias.

Qual a melhor época para ver a Grande Migração?

A melhor época para ver a migração é entre junho e agosto, quando os gnus se reúnem e preparam-se para atravessar o rio Grumeti. No entanto, a rota e o sincronismo da migração são imprevisíveis, assim os visitantes devem planejar cuidadosamente para ter a certeza de ver o espetáculo. Nos meses de dezembro a maio, os animais são encontrados nas planícies de grama curta em torno do Lago Ndutu, das montanhas de Gol e do Kopjes Moru, no sul do Parque Nacional do Serengeti. Dezembro é o mês de pico para o nascimento de zebras e fevereiro é o mês principal do nascimento de gnus.

As migrações começam com vastos rebanhos, com mais de 40 quilômetros de extensão, que seguem para o norte em direção a Kirawira e Mbalangeti, antes de cruzarem o rio Grumeti, infestado de crocodilos. Entretanto, alguns rebanhos menores seguem diretamente para o norte através da Área de Seronera, enquanto outros viajam até a fronteira leste do parque através das áreas de Loliondo e Lobo. Todas as rotas eventualmente atravessam o rio Mara - em Masai Mara no Quênia -, onde os animais enfrentam outras vidas selvagens que ameaçam a experiência.

Finalmente, em novembro, os rebanhos começam sua viagem através do Serengeti chegando às planícies de gramas curtas e prontos para darem à luz novamente. E, assim, o ciclo continua! Como há mais de 1 milhão anos!