Câmbio 20 Jul 2018
Dólar (USD) R$ 3,95 | Euro (EUR) R$ 4,62
Kremlin de Moscou, Rússia.

Turismo Rússia

Catedrais monumentais, história e cultura efervescente fazem parte da Rússia moderna. Conheça um pouco mais sobre este país cheio de belezas a serem descobertas!

Conheça a Rússia

Ocupando parte do Leste Europeu e Norte da Ásia, a Rússia é o país com maior extensão territorial do planeta. Cheia de constrastes, história e belas construções a sociedade russa é a patria mãe de artistas renomados e os espetáculos de balé mais fascinantes a serem vistos.

As ilustres Moscou e São Petersburgo são as maiores cidades do país, com teatros e concertos renomados agitam a vida cultural e atraem turistas de todas as partes.

Pontos Turísticos

Moscou

A “capital de todas as Rússias” traz um mergulho na cultura local. Cheia de tradição, igrejas ortodoxas e praças enormes, Moscou é vista por alguns como uma das metrópoles mais dinâmicas da europa, que soube aderir a modernização e preservar seus 900 anos de história.

O que fazer em Moscou

  • A Praça Vermelha foi palco dos famosos desfiles militares ocorridos na época da União Soviética, e hoje um importante ponto turístico da cidade. Na praça está localizada a Catedral de São Basílio, uma das construções mais emblemáticas da Rússia, composta por uma junção de 10 capelas. Diariamente no interior da igreja, é realizada uma apresentação belíssima de coral à capela com cantos ortodoxos.
  • O Kremlin de Moscou é a sede do governo russo desde a idade média, capital política do país e fortaleza que guarda jardins, praças e tesouros nacionais. No lado de fora, os Jardins de Alexandre guardam o Túmulo do Soldado Desconhecido e a Chama Eterna, uma obra em homenagem aos soldados civis mortos durante a Segunda Guerra Mundial. A troca de guarda do monumento acontece diariamente das 08h as 20h, a cada hora.
  • Os amantes de dança e outras artes não poderiam deixar de passar por Moscou sem uma visita ao Teatro Bolshoi. O prédio que abriga o balé mais famoso do planeta foi construído em 1856 e também carrega fatos históricos, como a proclamação da União Soviética em 1922. Para assistir um espetáculo é necessário programação, os ingressos são vendidos com três meses de antecedência e esgotam rapidamente.

São Petersburgo

A segunda maior cidade da Rússia é imponente e elegante. São Petersburgo já foi inspiração de Dostoiévski pelas famosas “noites brancas”, captal dos czares e hoje ostenta o título de Patrimônio Mundial da UNESCO.

Uma extensa rede de canais, edifícios barrocos e catedrais luxuosas ainda fazem parte do cenário atual da cidade, que encanta a todos os visitantes.

O que fazer em São Petersburgo

  • Ficando atrás somente do Louvre e o National Gallery, o Museu Hermitage é o terceiro maior do mundo e tem o complexo formado por vários edifícios. Entre eles, os mais relevantes são o Palácio de inverno (que foi residência dos Czares), o Grande Hermitage (que idealizado por Catarina A Grande para se tornar a biblioteca do palácio) e o Novo Hermitage, construído por Nicolau I para acolher a coleção do museu.
  • A Igreja do Sangue Derramado está entre as criações mais belas da Rússia. Construída pelo Czar Alexandre II, a igreja quase foi destruída por duas vezes em meio a batalhas, sendo ainda um resistente símbolo de São Petersburgo. No interior do prédio imagens em mosaico milimetricamente posicionadas reforçam a grandiosidade do lugar.
  • O Palácio da Catarina é mais uma construção majestona dos Czares, e conta com um interior gigantesco, cheio de salas de jantares e antecâmeras ornamentadas, além de dois jardins que abrigam um grande lago e muitas árvores.

Melhor época para ir à Rússia

Com as temperaturas mais próximas dos 20 graus, o verão (junho, julho e agosto) é um dos períodos mais procurados para uma viagem á Rússia. Como contraponto, os viajantes encontram tarifas mais elevadas e uma concentração muito maior de turistas nessa época, como já previsto em todo o verão europeu. Também com o clima mais ameno, a primavera (abril/maio) é um bom período para viagem.

É recomendado evitar o período entre a última semana de agosto até as primeiras semanas de setembro para a visitar a capital Moscou, durante esses dias a Praça Vermelha fica fechada para as comemorações do aniversário da cidade, impedindo a visitação dos principais pontos turísticos.

Como já conhecido, o inverno russo é rigoroso (novembro à março) e torna mais difícil a visitação dos pontos ao livre.